13 de janeiro de 2009

AGRADECER


Tudo o que cerca as criaturas na Terra, tudo é dado por Deus. Quando o homem chega para a vida, ele já encontra tudo pronto a esperá-lo: o leite, o berço, as frutas, os alimentos, as conduções, as ferramentas, todos os utensílios domésticos, todo o instrumental cirúrgico, os panos, tudo, tudo o que envolve a criatura, foi dado por Deus ou concedido, com sua permissão, para que o ser humano possa usufruir. Ele preparou a Terra e a deu para o homem habitar, beneficiar-se de tudo que nela contém, sabendo que, nessa mesma Terra, tudo iria ficar para aqueles que chegarem após usufruírem também.

O homem recebe tudo, mas, quem é capaz de agradecer o pão que amanhece na mesa, o arroz, o feijão que o alimenta, o animal que foi sacrificado para que ele tenha proteína, os braços que o sustentaram desde o nascer? Quem se lembra daquele espírito guardião, anônimo, que acompanha a criatura desde o berço até depois do túmulo, para que possa, em segurança, nascer, viver, viver e caminhar no além? Muito poucos. A maioria das criaturas só pede. Pedem, exigem, são ingratos, são irresponsáveis no pedir, não aceitam as provas, se revoltam com as lutas redentoras e se rebelam contra a vontade de Deus, em provas que essas mesmas criaturas escolheram para si.

A prece de louvor, a prece de gratidão que brota nos corações sensíveis, esse "pai nosso que estais nos céus, santificado seja o vosso nome...", muito poucos são aqueles que começam o seu dia orando e, dentro da oração, procurando sustentar aqueles que sofrem. Em geral, estamos tão preocupados com os nossos problemas, com o nossos haveres, com as nossas vontades, com as nossas preferências que não temos tempo para aquele que nos criou, não temos tempo para aqueles que fizeram de sua vida um permanente caminhar ao nosso lado, para que tivéssemos proteção, para que caminhássemos numa linha reta, buscando melhores sendas.

Em época de tanto horror, de tanta violência, em época de tanta separação, de tanto desamor, sejam vocês a chama acesa no coração, em fé, em sentimento, em amor. Lembrem-se de começar seus dias agradecendo, terminem seus dias agradecendo e saberão que é muito fácil viver, se tivermos como escudo a proteção da prece, que nos liga a planos superiores e nos faz suportar as situações inferiores que a vida nos proporciona.

Se nós buscarmos o céu, o céu virá de encontro a nós. Se nós buscarmos a Terra, a Terra nos sufocará as melhores sementes e seremos um solo inóspito, onde ficarão somente os espinhos que nós mesmos semeamos no ontem e no hoje.

Bezerra de Menezes – Mensagem recebida por Shyrlene Soares Campos

Um comentário:

VANIA JOAU disse...

ADOREI AS SUAS COLOCAÇÕES...MUITO LINDO!
OBRIGADA,
ABÇS.

VANIA