6 de julho de 2008

Princípio do Equilíbrio





O Yin-Yang vem da filosofia chinesa, de origem do chamado Tao. Essa filosofia é muito interessante e bonita, e diz respeito ao princípio da dualidade do Yin e Yang. É um princípio de equilíbrio, de mutação, ou transformação universal, ou seja, está ligado diretamente com nossa vida.


A dualidade Yin e Yang também podem ser entendidos como negativo e positivo, ou feminino e masculino, ou escuro e luminoso. Ou seja, é uma filosofia de dois estados, ou ainda um princípio de complementaridade. Um complementa o outro. Essa visão pode ser muito bem entendida pelo seu diagrama, chamado Tai Chi.



O diagrama representa as forças da natureza, nascendo e morrendo, ciclicamente, mas ainda sim existem dentro do oposto. Um dá origem ao outro e mesmo quando não existe ainda sim está presente. É realmente uma filosofia interessante. E bonita, pois representa o nascimento e a morte, da transformação, do equilíbrio. Representa o universo, nossa vida.
Para todas as coisas que ocorrem com nós podemos enxergar o Yin e o Yang, podemos utilizar essa filosofia, sem trair nossas próprias filosofias ou credo religioso. É o princípio do equilíbrio, da transformação. Em todas situações vivenciadas podemos equilibrar nossas ações, nossos sentimentos, e transformando, assim sucessivamente até encontrarmos a harmonia ideal.

Isso me faz lembrar a filosofia ocidental espírita, o princípio do carma (e não karma; filosofia oriental), ou da ação e reação. Assim como no Yin e Yang, no carma, nossas ações ou pensamentos (ação) têm um reflexo (reação), como um espelho. Nosso carma vai atuando em nossa vida naturalmente, sem interferência externa, a não ser por nós mesmos. Ele atua indefinidamente, se transformando e equilibrando nossa vida.
São filosofias parecidas, uma oriental e outra ocidental, mas que atuam diretamente em nossa vida, querendo ou não, aceitando ou não. Mas o importante é que estão atuando, ciclicamente, reciclando e transformando nossa vida. Esse é o Yin e Yang.


“O homem perde a saúde para ganhar dinheiro; depois perde dinheiro para recuperar a saúde...” – Dalai Lama



Um comentário:

Helanne disse...

Adorei seu Blog...e o que vc escreveu sobre a busca do equilíbrio tbm! bj