16 de abril de 2009

Alerta para todos!

Freqüento blogs, ou somente leio materiais parecidos com os publicados aqui no blog. Percebi, por experiência própria, que existe muita riqueza nos textos escritos pelos irmãos do outro lado da vida que desejam e trabalham pelo nosso bem. Mas... sempre tem o porém. Alguns textos se apresentam defasados, com conteúdos mais poéticos do que práticos.

A vida mudou muito rapidamente de algumas décadas para cá. Não só no plano físico, mas no plano espiritual. Como já mencionei aqui, existem muitos espíritos recebendo talvez sua última chance aqui na Terra. Podemos perceber que as notícias diárias não são nem um pouco otimistas. Muitos não aproveitam sua chance e acabam caindo nas próprias armadilhas.

É sabido, e por muitos ignorado, que não existe inimigo maior que nós mesmos. Somos os únicos causadores de nosso carma. Não fosse a ligação natural que criamos com outras pessoas, não estaríamos enlaçados em carmas coletivos. E essas “dívidas” que vamos acumulando acabam por atrair credores, devedores, e ainda aproveitadores; tanto no plano astral como no espiritual. Vão surgindo obsessões, desde as mais simples até as mais complexas. E posso testemunhar em favor de meu próprio relato. As sessões que freqüento no centro de Umbanda são carregadas por moléstias física e astrais, obsessões, etc.

São pessoas que se deixam carregar de sentimentos baixos gerando pensamentos e ações mais densas ainda. Acabam por nutrir formas pensamento do tipo larvas que sugam suas energias. Além de atrair vampiros e, dependendo do caso, até entidades mais perigosas como magos negros. Então está formado o circo. Os corpos se desalinham, os chacras são poluídos de toxinas, as doenças se materializam, e as energias vão sendo sugadas pelos espíritos afins. Haja merecimento para a atuação dos Anjos de Guarda.

Os espíritos mais atrasados estão tão poluídos de baixa vibração, e ainda tão mal acompanhados, que acabam cedendo as mais terríveis situações. Os jornais estão cheios de casos, é só abri-lo. E em qualquer seção.

Eu escrevo em nome de nenhum de meus mestres e amigos do astral, mas em meu nome. É um desabafo. Um ato de desespero. Desde adolescente sonhava com um mundo utópico, onde todos eram felizes, sem guerras, sem desavenças, sem o maldito dinheiro. Tudo através da troca. De uma troca sincera e honesta. Quem sabe o mundo que conhecemos mude antes mesmo de desencarnarmos. Afinal o sistema capitalista, que sempre foi atacado de forma odiosa por espíritos muito perversos, está em crise.

Meu objetivo com esse pequeno artigo, é alertar. Os que já sabem de tudo isso, ótimo. Faça sua parte. Ore, ore com fé e com vontade, canalize a energia do cosmos, emita para as pessoas queridas, para os inimigos, para nossa mãe Terra.

Para os que se espantaram é hora de acordar, despertar para a realidade. Mude seus pensamentos, suas ações. Lembre que tudo o que passa no coração e na mente ecoa em todas as dimensões da Vida. E lembre ainda mais de que tudo que se planta se colhe. Seja hoje, ou amanhã. É a antiga lei da ação e reação, mas que parece não ter aceitação. Mude isso.





Seja Luz! Seja Amor! Seja a vontade de mudar nosso planeta!

Tu és Luz! Tu és Amor! Tu és a vontade de mudar nosso planeta!

EU SOU LUZ! EU SOU AMOR! EU SOU A VONTADE DE MUDAR NOSSO PLANETA!

Um comentário:

Maria José disse...

Você tem toda razão, Guilherme. Além disto, acho que tudo começa no pensamento. Devemos sempre pedir ajuda a Deus para controlarmos os nossos pensamentos, pois sabemos que eles refletem os nossos atos e nossos atos refletem os pensamentos dos outros. "Desejando, sentes; sentindo, pensas; pensando, realizas; realizando, atrais; atraindo, refletes", já dizia Emmanuel. Portanto, devemos sempre estar vigilantes e orar sempre, sempre, sempre. Abraços fraternos.